Não tenho! Ou, hum, tenho, mas está partida. Tem mais de cem anos e é de madeira, prata e osso. É frequente encontrarem-me com pulseiras quase até ao cotovelo, mas não há uma preferida, são pancadas e logo podemos falar disso. Para além do mais, é super difícil encontrar pulseiras para mim. Ficam todas enormes!

No entanto, vi umas liiindas na semana passada. Tenho de falar disso, tenho de vos mostrar, com muita urgência.

Mantenham-se atent@s.

Também querem participar no desafio? Regras aqui.

Deixar uma resposta