The Secret Bag – Abril de 2014

tsb0414

Hão-de ter reparado que andei por aqui aflita de tempo, e acabei por não cumprir com o habitual post mensal da The Secret Bag. Aliás, até deixei passar ao lado uma edição especial da Anne Moller que valia a pena porque até trazia um dos meus protectores solares preferidos.

Adiante, que Abril também é mês e consta que à corrente data ainda existem algumas bags disponíveis para venda. Por isso, na possibilidade de ajudar alguém a resolver indecisões, cá vai o veredicto do costume.

Nesta edição, vieram quatro produtos full size: uma barra de sabonete Dirty Lush da Lush, que tem um cheiro “verde” de mais para o meu gosto mas, com certeza, terá uso (até porque estou a preparar um post com os sabonetes que já experimentei da Lush, e assim aproveito a viagem e incluo o Dirty Lush); um blush/iluminador da Beauty Uk na cor Halo, que é lindo e tem óptimo aspecto quando comparado com outros produtos da marca (embora o aspecto e a qualidade não estejam directamente ligados, e vocês bem sabem que adoro alguns produtos da Beauty Uk mas considero que poderiam ser mais apelativos); um gloss rosado mega cintilante da Être Belle, que corresponde ao tipo de produtos que não uso, mas há quem adore; por fim, um hidratante corporal super cheiroso da Woman Secret, a condizer com a fragrância incluída na edição do mês passado.

Esta não foi uma das edições mais apelativas para mim, mas ainda assim considero que está equilibrada e mantém a versatilidade de sempre. Não creio que nenhum destes produtos vá ser desperdiçado, até porque quando há algum produto que não nos agrade, há sempre alguma amiga ou familiar desejosa por lhe pôr as mãos em cima e fica o assunto resolvido. Para quem gosta de bons glosses, cintilantes como este da Être Belle, só por aí esta edição da TSB já compensa. No fim das contas, estes quatro produtos sairiam por 35€. Face aos 18€ que a bag custa, já com os portes, é poupança! Não sei o que está reservado para Maio, mas com a chegada do tempo quente (espero eu!) estou ansiosa por descobrir se há surpresas adequadas ao Verão.

Compraram esta edição da The Secret Bag? O que acharam?

Ainda não foi desta…

crocsjayna

… Que a versão bege/ouro dos únicos Crocs que gosto, o modelo Jayna, veio morar comigo. Vá, não me batam, que se eu não dissesse que eram Crocs, ninguém reparava. Nem eu reparei da primeira vez que vi este modelo à venda, há cerca de dois anos. Já nessa altura não encontrei esta cor no meu número, mas acabei por trazer o mesmo modelito em preto e não foi, de todo, uma compra despropositada porque este híbrido entre as sandálias e as sabrinas, feito de um material que é confortável, impermeável e fácil de lavar/limpar acaba por ser versátil e por isso calço o meu par imensas vezes. Parece que todos os anos as Jayna voltam às lojas, e todos os anos calho a reparar quando já não existe o meu tamanho.

O calçado de Verão ocupa a maior parte da minha sapateira e perdi a conta às sandálias rasas. Gosto de variar, gosto de ter calçado colorido, e já se sabe que o calor contribui para pés sujos muito mais rapidamente e convém arejar e limpar o calçado com frequência. Começo a gostar de alguns tipos de materiais sintéticos (não podem ser comprados em qualquer local, sem qualquer certificado, atenção!) como a EVA dos Crocs nesta vertente mais prática. E desengane-se quem pensa que este modelo é um exclusivo do Verão, que nos dias mais amenos das meias-estações calço-o muito nos dias em que a chuva pode aparecer, precisamente por serem impermeáveis.

Alguém me sabe dizer onde é que posso encontrar estas sandálias, nesta cor (ouro/bege), no tamanho 35?

IMG_20130925_141506

Sparkling Garbage

sparklinggarbage

É este o verniz que tenho nas unhas por estes dias. Não é novo, já o tenho comigo há alguns meses mas ficou adormecido com o Inverno. Por que motivo? Bom, estes vernizes de purpurinas ficam muito mais bonitos quando brilham ao sol!

O Sparkling Garbage fez parte da colecção de Verão do ano passado da Orly, e o sucesso foi tão grande que a cor esgotou e acabou por ser reposta uns meses depois. Foi nessa altura que consegui ficar com um para mim.

Não há fotos que mostrem na totalidade a beleza deste verniz, como acontece sempre com este tipo de acabamentos, mas creio que dá para ter uma boa ideia do meu entusiasmo. Não fico intimidada com vernizes extravagantes nem me contenho na aplicação. Podia ter aplicado este concentrado de brilhos numa ou duas unhas, sim, mas gosto dele assim. É desnecessário usar um verniz colorido por baixo, que com duas camadas o Sparkling Garbage já fica uniforme e com boa cobertura da unha, mas dá perfeitamente para utilizar uma base menta ou azul, ou quem sabe de outra cor do vosso agrado.

Já sei que tenho manicure para cerca de uma semana, que a qualidade não desilude e nem sequer consigo enjoar de um verniz que me lembra caudas de sereias.

Medalha de Bronze Nº 4 – Caudalíe Jambes Divines & companhia

caudaliemedalha

Este ano, a distribuição das Medalhas de Bronze começa cedo. Não só de sol a mais e Verão se faz o bronze, já o tenho dito, e já que a Primavera vem tímida mas em grande força, há que aproveitar dias como hoje para começar a deixar de lado todos os agasalhos pesados e camuflagens do Inverno.

O mal da maior parte das pessoas tem solução e é a Medalha de Bronze de hoje. Nós bem queremos andar de perna ao léu mas, ups, parecemos umas lulas. A loção hidratante Jambes Divines da Caudalíe foi uma ajuda boa no ano passado, e este ano tenho-a novamente como aliada. É uma loção não pegajosa que confere um ligeiro tom bronzeado às pernas, natural, mas que funciona e faz a diferença. Sai no banho, mas não se preocupem, que à excepção dos dias de calor extremo, não mancha a roupa. O cheiro é bastante agradável, contrariamente à maior parte dos produtos deste género.

Como a questão da esfoliação e hidratação são muito importantes, achei por bem não deixar as Jambes Divines sozinhas e trazer para este post os seus companheiros: o Gommage Divin, que é um esfoliante corporal eficaz sem ser demasiado agressivo (é açúcarado, é dos bons!) e a Huile Divine, que é um óleo hidratante super versátil, podendo ser utilizado no corpo e nos cabelos. Já que o cheiro a Caudalíe é divino (quem cheirou, sabe do que falo), por que não completar com a Bougie Divine a aromatizar a casa?

InstaMês Nº11

É vitamina, E!

vitamine

Já terão ouvido falar muito sobre a linha Vitamin E da The Body Shop ultimamente, tudo graças à grande novidade que tem sido um sucesso: o Overnight Serum-in-oil. Não é para menos, mas quis ter cautela. Já sou fã dos hidratantes de rosto desta linha há muito tempo, mas em contrapartida não reagi muito bem ao BB cream inicialmente e ouvi relatos de reacções alérgicas ao Serum-in-oil. Tive os meus receios, experimentei com cuidado, e felizmente correu tudo bem. Já sabem, o melhor é testar todo e qualquer cosmético novo em pequenas extensões da pele.

Gosto de incorporar os hidratantes Vitamin E (deviam ver o que para aqui vai deles, que aproveito sempre os saldos para fazer stock!) na minha rotina nocturna de cuidados de rosto, são ricos o suficiente para as minhas necessidades, são confortáveis e ainda têm o bónus de cheirar bastante bem, a bebé.

Coincidência ou não, que entrei na casa dos 24 e dizem as mulheres da minha família que começaram a sentir mudanças por essa altura, a minha pele do rosto tem-se modificado drasticamente, o que exigiu também algumas adaptações (e acrescentos) nos cuidados. Ainda não encontrei um conjunto totalmente satisfatório para o dia (e até tenho medo da chegada do calor), mas estava prestes a investir em cuidados mais hidratantes e nutritivos para a noite quando recebi o Serum-in-oil para experimentar.

Que maravilha! Eis que a dupla da fotografia deste post tem sido a minha aliada desde então, há cerca de um mês e meio. Já existia um óleo de rosto Vitamin E, mas creio que ainda não é para mim (que o meu nariz, essencialmente, manteve alguma oleosidade e requer alguma atenção no trato). O Overnight Serum-in-oil é mais amigável na medida em que não pesa na pele, é super hidratante mas é perfeitamente tolerado mesmo por peles mistas e oleosas. Acreditem, não deixa a pele a brilhar como se a tivéssemos mergulhado numa fritadeira (embora estes detalhes sejam mais ou menos irrelevantes à noite, quando o que mais queremos é que a pele repouse e absorva tudo o que necessita para se manter viçosa e saudável). Neste produto não há batotas: o óleo de gérmen de trigo (rico em vitamina E) tem grande peso na sua constituição, a par com óleos de amêndoas doces, semente de girassol, jojoba e marula, entre outros. É muito hidratante, mas nada incómodo, de tal forma que acordamos de manhã sem sinais significativos de oleosidade.

É importante destacar a aplicação do sérum. A embalagem é um frasco de vidro/porcelana, consistente mas algo frágil (acho que não sobrevive se o deixar cair ao chão), com uma pipeta. O conteúdo é uma espécie de óleo, super fluido, que sendo oleoso ao toque, não o é depois de espalhado na pele. Duas ou três gotinhas chegam para todo o rosto, pelo que o produto dura imenso e acaba por ser muito económico, já que o frasco traz 28ml e custa 22€ sem qualquer promoção. A The Body Shop refere a possibilidade de misturarmos o Serum-in-oil no nosso hidratante, mas eu prefiro aplicá-lo primeiro e separadamente do hidratante.

Resumidamente, o Overnight Serum-in-oil foi o produto de cuidado de rosto melhor e mais surpreendente que experimentei nos últimos tempos e se tivesse de lhe atribuir uma nota de 0/20, ficava pelo 19 só pelo simples facto de a embalagem poder ser desastrosa nas minhas mãos e expor produto ao ar desnecessariamente (que pode levar a uma deterioração mais rápida que o desejável), porque no demais é simplesmente excelente!

Lisbon Blinner – Algumas impressões

IMG_1369

A fotografia de grupo

Cá está o post que já devia ter saído há 500 anos sobre o evento mais mediático dos últimos tempos. Especialmente para quem não pôde ir, deixem-me que vos faça pirraça. Ainda não tinha dito grande coisa sobre o Lisbon Blinner – The Pinup Edition porque para além de andar a correr, ocupada com uma panóplia de assuntos que tiveram de ocupar um plano prioritário na minha vida, confesso: estava à espera das fotografias oficiais do jantar, e das restantes que foram sendo tiradas um pouco por toda a gente… Menos eu! Gosto tanto de viver os momentos que me esqueço de dar uso às máquinas fotográficas. Por isso, e para que fique já tudo esclarecido, podem clicar em cima das fotografias deste post para serem redireccionadas para as autoras.

10002802_683421531717350_1558779606_n

As organizadoras: Jael (Coquette à Portuguesa), Joana (Joana Arêde Cotovio Makeup Artist) e eu. Falta a Patrícia!

Em primeiro lugar, digo-vos que a escassos dias do grande jantar andei a stressar com receio que algo não corresse bem. Felizmente, correu tudo às mil maravilhas não só graças ao esforço das restantes organizadoras (a Jael, a Joana e a Patrícia) mas também porque tivemos a Joana sempre ao nosso lado, disponível para ajudar com tudo. Mesmo não fazendo parte da organização, acabou por fazer. Teve um papel fulcral. Foram todas incansáveis! É claro que ter presente no Blinner um grupo de bloggers de alta categoria, todas lindas, simpáticas e super acessíveis e compreensivas também foi essencial para o sucesso do evento.

IMG_1183

Eu e a Ana Rita (Let’s Talk About Beauty), que é família!

 

blinner3

E a Sara (Eighteen and a Life) e eu, que tenho pena que ela more lá longe porque gosto muito dela, também.

 

A ideia das pinups foi do melhor, porque deu perfeitamente para identificar (quase) toda a gente do nosso grupo só pelo batom vermelho. Enchemos o The Great American Disaster de mulheres bonitas! Gostei muito de conhecer umas quantas caras novas e pôr a conversa em dia com outras tantas. Vejam bem, até do Porto vieram algumas amigas! E de Leiria, e de outros locais relativamente distantes de Lisboa. É importante mencionar este facto para que quem nos vê de fora perceba como este tipo de encontros são relevantes.

IMG_1185

Ana Rita (Let’s Talk About Beauty), Tânia (Makeup Pt), eu, Joana Cardoso (The Paper and Ink) e Giselle Limirio (Unique by Gi). O Porto veio até nós! 

 

O jantar demorou muito tempo a ser servido, mas foi compreensível porque houve alguns atrasos e também faltas de presença das quais não tivemos conhecimento em antemão. Ficámos aborrecidas, mas quem perde foi quem não compareceu. Tivemos pena porque o número de vagas era limitado e poderíamos ter dado uma oportunidade a outras pessoas. À parte deste detalhe, tudo estava impecável. Creio que toda a gente adorou e ficou satisfeita com tudo o que aconteceu.

IMG_5651

Os sorteios durante o jantar! Ah, a loiraça mais gira é a Joana Sousa, a nossa fotógrafa-maravilha! 

 

Como eventos de bloggers não o são sem goodies dos bons para trazer para casa, experimentar e divulgar, toda a gente levou para casa um saco recheadíssimo (e mega pesado, imaginem quem foram as quatro malucas que alombaram com eles até ao carro, e do carro para o restaurante…), para além de um prémio aleatório atribuído por sorteio. Durante o jantar, também tivemos direito a massagens de mãos oferecidas pela Lush e pudemos brincar com algumas máquinas instantâneas da Fujifilm. Espero que tenha correspondido às expectativas!

IMG_1275

A sobremesa especial feita pela Valorfúchsia.

 

Deixo-vos abaixo uma lista dos blogs participantes nesta edição do Lisbon Blinner e uma lista das marcas que tão amavelmente colaboraram connosco. Muito obrigada, do fundo do coração!

IMG_1235

Na converseta com a Maria Inês (Mantinha de Retalhos) e com a Tânia Argent (Makeup Pt).

 

Em breve, no que depender de nós, haverá uma nova edição. Não fiquem já ansiosas, que a seu tempo divulgarei tudo. Até lá, contem com umas quantas reviews de novidades recebidas durante o jantar.

Blogs

Coquette à Portuguesa | Joana Arêde Cotovio Makeup Artist | Makeup Lover | Mantinha de Retalhos | Chocopink | Fabiana Words | Vinte e Três | Makeup Pt | Making Up Colours | Drawing Dreaming | Love Your Style | O Blog da Susy | White Cat Under the Sun | Eighteen and a Life | Let´s Talk About Beauty | Beauty Magpie | V’Blogue | The Unknown Pearly Girl | Nobre Sonho | Unique by Gi | Beauty Roots | Luxurious Skin | Cheap Friday | Neuza Mariano | Sara Lima Makeup Artist | The Paper and Ink | Carla Cunha Makeup Artist | My Fashion Choices | JS Photography | With Love from B. | O Armário da Beatriz | Best Curvy Fashion | Luana Davis | Vanessa Makes | Diary of Fashion 

Marcas

ValorFuchsia | Ach Brito | Revlon Portugal MakeUp | FunMacia | Cheyenne | Essie Portugal | Argent Makeup | Bell Cosmetics Portugal | Lush Portugal Boom Bap | Corine de Farme Portugal | Kitchen Makeup Boutique | Bioderma Portugal | Magia Pura | MI Vintage Hairstylist | Cosmopolitan Portugal | Makeup Pt Loja The Secret Bag | Spartoo | JS Photography | Joana Arêde Cotovio Make Up | Fujifilm

IMG_1345

Passatempo cá em casa #1

relogiopassatempo

Se não fossem os leitores, os blogs não era nada. Não me canso de afirmar, e por terem um papel tão importante merecem miminhos. Há algum tempo que ando a matutar em formas de premiar quem me lê diariamente, e apesar de ainda não ter chegado a uma conclusão que me satisfaça a 100%, achei por bem começar a oferecer pequenas lembranças aqui no blog. As regras poderão mudar futuramente, mas por ora pretendo algo muito simples e acessível.

Visto que recebo tantas questões sobre compras no Ebay e que gostam tanto dos pequeninos acessórios que vou mostrando aqui ou nas redes sociais, quero começar a fazer compras em duplicado para poder partilhar convosco algumas destas coisas bonitas. Desta feita, tenho para vos oferecer um relógio verde-menta como o da imagem (caso não gostem de brincar à sorte, podem encontrá-lo para compra imediata no Ebay através de pesquisas como “Geneva watch”). É só uma lembrança! Lembro-vos que tenho um igual e faz um vistaço.

a Rafflecopter giveaway

Para participarem, basta preencherem os requisitos da caixa acima. Não peço muito, apenas espero que se tornem seguidores da página do blog no Facebook (onde sou mais activa, e espero que participem também!). Caso se tornem seguidores noutras redes sociais, também podem ganhar entradas extra. O passatempo acaba no dia em que passar os 4000 likes (já sabem, tragam amig@s!) e @ vencedor@ será escolhid@ aleatoriamente. São válidas as participações de Portugal Continental e Ilhas. Boa sorte e espero que gostem!

Fotografias comestíveis?

boomf1

Sim, é essa a proposta da Boomf quando disponibiliza um serviço online onde podemos converter fotografias do Instagram em marshmellows. Descobri a Boomf por acaso, e diz a própria marca que se chama assim porque “boomf” é o barulho da caixa dos marshmellows a aterrar no tapete da nossa porta de entrada. Lá originais são eles, e como fiquei bastante interessada no conceito e no produto (ideias para presentes originais nunca são de mais!), entrei em contacto e resolvi pedir uma caixa só para mim.

boomf2

Não é uma guloseima barata, mas vale a pena por ser tão diferente do habitual, e é muito simples de encomendar! Basta seleccionar 9 fotografias (para 9 marshmellows, que são o conteúdo de cada caixa) de um Instagram à nossa escolha. O pagamento é feito via Paypal, e tem o valor fixo de £12. Não precisamos de nos preocupar com portes. Assim que a encomenda é expedida, dão-nos um número de rastreio compatível com os CTT (que realizam as entregas cá em Portugal). No site, avisam que a entrega pode demorar mais tempo, mas a minha caixa chegou uma semana após ter realizado a encomenda.

O único senão é mesmo a parte de comer o conteúdo da caixa. Não que os marshmellows saibam mal, pelo contrário. Custa porque dá pena comer algo tão bonito! Fiquei encantada, e só fico a torcer para que ampliem a gama de serviços. Para quem estiver a ler e quiser ideias de um potencial negócio, fica aqui registado que quero chocolates com fotografias!

A Não Perder

Não será propriamente uma novidade fresquinha, fresquinha, mas já sabem que eu gosto de experimentar tudo como deve ser, de diversas formas e com todas as adversidades pelo meio antes de me pronunciar sobre produtos de beleza. E também não gosto de hypes e ondas, prefiro deixar que toda a gente fale das novidades e falar delas mais tarde, com calma e com a merecida atenção. Se fizesse este post há uns meses, possivelmente ninguém o teria lido.

alisadoroptico

No âmbito dos produtos recentes da Garnier que vale a pena experimentar, não podia deixar de destacar o Alisador Óptico 5 segundos. Segundo a marca, é um produto que corrige e preenche a pele de forma instantânea, para disfarçar rugas, irregularidades, poros dilatados e oleosidade. Trocando por miúdos, é um primer. Não é um produto de tratamento. Colocá-lo-ia no patamar dos produtos de maquilhagem. Dentro das tecnologias presentes na sua elaboração, há reflectores de luz e sílica. Nada que não seja novo dentro deste tipo de produto.

Pelas minhas experiências anteriores com primers deste tipo, esperava um produto bom mas não extraordinário. Costumam esfarelar (especialmente assim que entram em contacto com base) e ter um cheiro estranho. Fiquei surpreendida porque estes inconvenientes não acontecem com o Alisador Óptico, para além de que é muito leve e permite um controlo da oleosidade mais duradouro que muitos primers (a pele permanece sem brilhos indesejáveis e a maquilhagem fica intacta durante todo o dia)  de marcas conceituadas e substancialmente mais caros. Confiram o efeito pela fotografia acima!

Cada bisnaga de 30ml custa 14,49€ nos supermercados e, para mim, o Alisador Óptico entra para o pódio dos melhores primers para peles mistas/oleosas. Fazendo uma comparação óbvia, acho que este produto é muito melhor (mais leve, mais eficaz e mais duradouro) do que o Porefessional da Benefit, primer do qual sou (era) fã e que custa mais que o dobro do preço. Caso tivesse de escolher um deles, sem dúvidas nem preconceitos, optava pela versão low budget do supermercado. Bravo, Garnier!